Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O mundo está todo muito fodido.

por Volátil, em 06.02.16

Não sei de quem é a culpa mas a humanidade está em desumanização há já várias décadas. Admirável mundo novo. Todos os dias recebemos noticias de mais um passo em frente neste processo.

Estava a fazer scroll no feed de notícias e deparei-me com este artigo do Expresso. Depois abri o Google e fui pesquisar. É inacreditável. A expressão "pro-rape" existe mesmo. Vem acompanhada de um movimento "activista da neo-masculinidade" com reuniões em todo o mundo,  incluindo uma em Portugal (sim, eles escreveram mesmo " reunião de violadores") que parece que acabou por não se realizar.

Aparentemente tudo tem início num blog da autoria de um gajo americano, que dá pelo nome de Roosh V. O tipo tem a seguinte ideia, "a legalização da violação leva a que as mulheres tenham mais cuidado com o seu corpo. Portanto, esta legalização não levaria a que mais homens possam violar mas a que menos mulher sejam violadas". Se esta linha de pensamento parece confusa... então é porque o é. Roosh V, autor de vários livros e vídeo-tutorias de como "engatar gajas", está a organizar reuniões "pro-hetero-masculinidade" pelo mundo e muitas destas reuniões estão a ser canceladas por questões de segurança (por exemplo estas maravilhosas moças de um clube de boxe que lhe querem acertar o passo :D).

 

Este buzz está a conseguir fazer com que na expressão "pro-rape" exista mesmo. A simples noção de que a ideia se possa materializar deixa-me mal disposto.

Estamos "habituados" a ler relatos de atrocidades cometidas contra mulheres na Índia e na Síria. Normalmente, em artigos que usam as expressões "group rape" e "sex slave". (Não querendo justificar nada disto, nem com a cultura nem com distância que nos separa). Não espero que um tipo que nasceu numa tribo de canibais ache estranho estar a roer uma clavícula humana mal passada. Agora, choca-me que uma pessoa, homem ou mulher, nascida em liberdade com valores, educação e cultura da nossa parte do mundo, desenvolva e propague este tipo de ideias. Acima disto ainda me preocupa mais que haja outros tantos palermas dispostos a segui-las.

 

O mundo está todo muito fodido...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:48