Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Seppuku, o suicídio no Japão

por Volátil, em 11.07.13

O Japão é o país com maior número de suicídios por ano. 30 000 mortes no ano passado.

 

O suicídio está enraizado na cultura e historia japonesa. Seppuku é o "ritual do suicídio" patente no código dos samurais. Mesmo já não existindo desde 1867, no inicio da era Meiji (sim, como no Samurai X!), continuaram a perpetuar a sua filosofia de vida... e de morte até aos dias de hoje.
O ritual do suicídio, que também tem o nome, mais conhecido, de Harakiri... apropria palavra explica no que consistia. "Hara" significa estomago e "Kiri" significa cortar. Se o samurai era capturado ou de alguma maneira falhava ou terminada a sua tarefa devia suicidar-se cortando a barriga - sítio onde se aninha a alma - de modo a recuperar a honra.

 

"A vida de alguém é limitada; a honra e o respeito duram para sempre." é uma citação de um importante samurai e que traduz o seu código de honra ou Bushido. Assim pode-se perceber que o Japão não é um país de segundas oportunidades... falhanços profissionais ou académicos levam centenas de japoneses a cometerem suicídio todos os anos.

Este problema é tão sério e de tão grande dimensão que muitos artigos que se debruçam sobre o assunto utilizam a palavra "epidemia" para o descrever.

 

Fiquei particularmente chocado ao ver o vídeo sobre Aokigahara, uma floresta no sopé do Monte Fuji, conhecida por ser um sítio escolhido para cometer suicídio. Talvez o mais "popular" no mundo a seguir à ponte Mapo na Coreia do Sul. (vejam este vídeo da Samsung).
É difícil falar de morte sem falar de religião (a não ser que sejam da medicina legal, não é o meu caso). No fundo, todas as religiões mais do que oferecer uma conduta de valores para a vida ela oferece um caminho para não termos problemas depois da morte. A maioria dos japoneses subscrevem o Shintoismo ou o Budismo, sendo mais condutas espirituais do que religiões como conhecemos no ocidente, são neutras quanto ao tema do suicídio.


Nos últimos tempos a cultura japonesa tem vindo a ser muito admirada e difundia. Tanto pela gastronomia como pela literatura e entretenimento. No entanto, há um lado negro muito vincado neste país que é, curiosamente, uma das economias mais pujantes do mundo. Onde há uma palavra para definir a morte por excesso de trabalho, Karoshi.
Podemos aprender muito com as coisas boas e com as coisas perturbadoras de outras culturas.
Pensem nisso da próxima vez que engolirem bolinhas de arroz e peixe cru com a ajuda dos pauzinhos.

 

 

Domo arigato. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00