Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Letargia.

por Volátil, em 14.06.15

Progressivamente tudo me tem parecido igual... já nada me entusiasma mas também nada me aborrece. É-me igual. 
Nem os arautos que se propagam e povoam tudo o que é meio de comunicação com a boca cheia de soluções para todos os males dos outros me incomodam. Nem o "dar a volta por cima" de quem nunca esteve por baixo. Nem o queixume da vida de quem não sabe o que é uma dificuldade.
Nunca consegui ver motivação no infortúnio alheio. Nunca o "podia ser pior" ou o "há tanta gente pior" me deu alento para enfrentar o que quer que seja.  

Os comprimidos que prometem que me vão pôr melhor mas que o mais provável é fazer com que me torne dependente e os tenhas que tomar a vida toda. Não me dizem nada. Para o inferno com eles. Sei como isso funcionam e por isso recuso-me a tomar o que quer que seja. Repúdio todos os que assumem que quem está deprimido também está diminuído intelectualmente, como fazem os médicos e os psicólogos ao falarem com estas pessoas como se fossem atrasos mentais.

Que razão há para andar com a leveza e confiança de que tudo vale a pena e que o futuro guarda coisas boas? 

Os nossos empreendimentos pessoais só podem correr bem de uma maneira... mas podem correr mal de muitas outras formas. Este país está apenas a seguir a lei dos grandes números que esmaga a probabilidade de se ser feliz aqui. 

O Fernando Pessoa escreveu que "tudo vale a pena se a alma não é pequena"... mas aqui só oferecem exorcismos. Não os quero para mim! Quero ser só com a alma que ainda tenho!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:26