Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hoje lembrei-me de ti e o meu coração saltou um batimento.

por Volátil, em 23.08.14

Hoje passei no sítio onde já foi a tua casa. E a memória que me chegou parece que empurrou todo o sangue do meu corpo para os pés.

Já passou tanto tempo e há tanto tempo que queria que o tempo passasse. Queria parar de te ver em cada esquina. Queria parar de te procurar em cada rua. Queria acordar de manhã e não ter o teu nome a latejar na minha cabeça.

Primeiro deixei de pensar em ti. Depois deixei de ter saudades tuas. E quando a saudade morreu, morreu também o que sentia por ti. Levou tanto tempo. E eu que já tinha tentado tudo menos o tempo. Comprimidos para dormir, whisky e correr até cair para o lado de exaustão. Tudo menos esperar que as folhas do calendário virassem. E passaram várias dezenas de páginas até ao dia hoje, em que voltei a olhar para a tua antiga varanda.

Agora tudo parece tão insignificante e a imagem que guardo de mim é a de um individuo pequeno e ridículo. Obrigado por me teres levado a crescer. 

Pensei em ti, como há muito não o fazia. Não sei que é feito de ti. mas onde quer que estejas espero que estejas bem.

 

Abri uma garrafa de whisky, coloquei 4 pedras de gelo num copo e enchi-o a 1/3. Bridei à tua. Espero que sejas feliz. Quando acabei o copo também estava.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27