Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Duas noites.

por Volátil, em 19.09.15

Foram duas noites seguidas em que me apareceste nos sonhos. Eu não costumo sonhar ou pelo menos não me lembro do que sonho. Na realidade sinto que perdi os sonhos. Só existe sono. Tão profundo que nem a violência da chuva a bater na janela me acorda. 

Não sei porque o meu inconsciente decidiu trazer-te de volta. Logo agora que o timbre da tua voz se começava a desvanecer na minha memória. Logo agora que já não me lembrava de como pousavas o queixo nas duas mão e inclinavas a cabeça a olhar para mim enquanto eu falava entusiasmado sobre uma merda qualquer. Logo agora que deixei de ter aquele tempo livre que tinha quando só pensava em ti. Logo agora que me esqueci qual era a cor do teu cabelo que era pouco mais escuro do que a cor dos teus olhos. Logo agora que já não me lembrava das pequenas sardas que saltavam do teu rosto quando sorrias. Ah! E o teu sorriso. 

 

Gostei da tua visita. Gostei de te voltar a ver e ouvir. Uma vez disseram que quando acordamos cansados é porque estivemos acordados nos sonhos de outra pessoa. Ainda bem que hoje é Sábado, não é?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:18