Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dois dedos.

por Volátil, em 20.01.15

Basta abrirmos o Instagram ou o Facebook e fazer rolar as páginas que esbarramos logo com uma enorme quantidade de fotos de gente, sozinha ou em grupos, a fazer uma pose cool em que estão com dois dedos, o indicador e o médio, de uma mão (ou das duas) esticados, ligeiramente inclinados com o braço meio encolhido como se estivessem a sofrer um enfarte. É uma saudação para a foto, um símbolo jovial e alegre que perdurará pela eternidade graças à bênção da internet. Se há indivíduos que se encaixam neste perfil de saudação são, sem dúvida, os jogadores da bola que contribuem para a progressão pandémica desta intencionalidade fotogénica. 

A mutabilidade de significado de sinais e símbolos ao longo da história não é um acontecimento raro. Facilmente nos podemos recordar da cruz suástica (卍) símbolo recente do nazismo que é também o símbolo budista (virada à direita) para longevidade (卐). O mesmo símbolo aparece repetidamente noutras culturas, em outras épocas da história com significados diferentes ou até sem qualquer significado particular, um simples desenho geométrico.

No que diz respeito à saudação com os dois dedos temos de recuar até à Guerra dos Cem Anos - 1337/1453 -  que envolveu Escócia, Inglaterra e França. Nesta época os arqueiros eram precisos e mortiferos, os snipers da Idade Média. Extraordinariamente bem treinados, os Longbowmen ingleses, eram muitos temidos pelas fileiras francesas que sempre que capturavam um arqueiro ingles cortavam-lhe o indicador e o dedo médio para garantir que aquele tipo nunca mais conseguiria disparar um arco com precisão. Isto levou a uma saudação provocatória dos ingleses, especialmente na presença de exércitos franceses, levantavam os dois dedos como que dizendo "Hey, tu!! Estes ainda não cortaste!!". É uma espécie de "up yours!" que em Portugal conhecemos por ".|.". Isto também demonstra que o humor britânico tem uma longa história.

De facto este símbolo não é lá muito simpático e, eventualmente, o seu significado negativo mudou com o final da 2ª Guerra Mundial e o V de Vitória de Winston Churchill, embora com a palma da mão para à frente. 

Sem nome.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:47