Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A nós, quando acontece por acaso, é asneira.

por Volátil, em 21.11.15

"Quando estamos no laboratório estes acasos nunca nos acontecem a nós. Normalmente, quando nos acontece alguma coisa por acaso, é asneira", disse a minha professora de síntese orgânica depois de explicar a descoberta, por acaso, do polietileno de alta e baixa densidade.

Em 1932, no Departamento de Alcalinos da Imperial Chemical Industries foram tentadas uma série de reacções de substituição entre o etileno e o benzaldeído a altas pressões. Contudo, o resultado foi inesperado, uma pasta branca amorfa e o benzaldeído intacto. Verificou-se mais tarde que se tratava de um polímero do etileno que se desintegrava com grande facilidade. Mais tarde tentou-se repetir a experiência e aconteceu outro azar. O reactor tinha uma fuga e entrou oxigénio na reacção química do etileno com o benzaldeído e o resultado foi um sólido branco e duro, diferente da pasta amorfa da primeira reacção. Assim, foi descoberto o polietileno, ou plástico, de baixa e alta densidades.Que viriam ser muito importantes no decorrer da II Grande Guerra. 

A ciência está repleta destes acasos brilhantes.
Alexander Fleming, em 1928, não limpou a sua bancada de trabalho e ao regressar verificou que alguma coisa estava a matar as bactérias das suas caixas de Petri. Apareceu a penicilina inaugurando uma nova classe terapêutica, os antibióticos, que nos salvou a todos. 

A Pfizer estava a tentar desenvolver uma nova classe de anti-hipertensores quando, em 1992, na fase de ensaios clínicos, repararam que o medicamento que viria a ser o Viagra tinha um efeito secundário peculiar.

"No domínio da observação, o acaso só favorece espíritos preparados", disse Louis Pasteur. Qualquer destes acaso poderia ser percebidos apenas como uma asneira e não como alguma coisa brilhante. 

Acontecem-me muitas coisas fruto do acaso. Normalmente, como dizia a minha professora, nada de bom. O acaso teima em evidênciar a falta de cuidado, os defeitos, as asneiras.

 

Tudo isto porque hoje descobri uma coisa por acaso. Fiquei triste com isso. Ao contrário de Fleming, da Pfizer e dos senhores do polietileno.
É a vida... ou a falta dela.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:16