Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A capacidade de dizer "vai-te foder".

por Volátil, em 11.12.14

Não é raro ouvirmos alguém dizer "eu cá, digo o que penso, não me importo com a opinião dos outros".
Tenho sempre dificuldade em acreditar nisto e invejo quem realmente segue esta filosofia de vida

Tudo no mundo nos empurra a termos em consideração os pensamentos e as atitudes dos outros. Da publicidade às relações amorosa ou de amizade, tudo nos leva a dois sentimentos intimamente relacionados: a "pertença" e o "cuidar". Durante toda a nossa existência somos impelidos a pertencer a um grupo, e fazendo parte dele temos que cuidar. Somos "pertença" de alguém e fazemos por "pertencer" a alguém. Para que deste modo tenhamos de quem cuidar e quem cuide de nós. Imbuídos deste espírito de preocupação e partilha a vida parece resumir-se num give and take, numa relação simbiótica. 

Muitas vezes centrados deste confortável ambiente de harmonia acabamos com ceder a parte do take dessa relação. Iludidos. Continuamos a cuidar. A estar atentos. A dizer "estou aqui". O estado da relação, não sendo danosa, neste ponto, para o magnânimo individuo que a suporta torna-se comensal. No comensalismos há um organismo que ganha, Mas nenhum organismo parte. 

(Felizmente ninguém é parvo para sempre) A falta desse cuidar vai-se notando com o tempo. E, atingido o limite de sustentabilidade, entramos no parasitismo. Aqui um ser aproveita-se e vive de outro organismo, tirando dele tudo o que pode até o deixar vazio.Nessa altura segue para iniciar o mesmo procedimento noutro lugar, com outro alguém. Como invejo esta capacidade! A concentração de todas as energias e pensamentos e si e no seu bem estar, na propria felicidade. Que derá ser mais importante afinal?

 

É aqui que faz falta a coragem e a capacidade de pensar que se consegue viver sozinho. Que quem sustenta emocionalmente duas pessoas consegue sustentar-se a si próprio. É aqui que é preciso olhar de cima para este vergonhoso ecossistema emocional. É aqui que se deve dizer VAI-TE FODER! Sem temer, sem temor e sem olhar para trás. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:20